26 de março de 2015

Duas culturas, dois povos, dois textos


No ano de 1922, o escritor irlandês James A. Joyce publicou o seu Ulisses, hoje considerado um dos romances do século xx. O roman-ce descreve as errâncias do pequeno-burguês irlandês Leopold Bloom em Dublin ao longo do dia 16 de junho de 1904. Este dia é celebrado pelos fãs de James Joyce como o Bloomsday (um jogo de palavras com Doomsday, o dia do Juízo Final). O herói do roman-ce é judeu. Mas os episódios por ele vividos naquele dia seguem o padrão da Odisseia. Com isto, James Joyce quer recordar-nos de que a nossa cultura é uma Mesopotâmia banhada por dois rios. A fonte de um deles jorra em Israel, ao passo que a do outro nasce na Grécia. E os rios são dois textos centrais que abastecem todo o sistema de irrigação da cultura com histórias ricas em nutrientes.

É que: uma cultura é, não em último lugar, o património comum de histórias que mantém unida uma sociedade. Destas também fazem parte os relatos sobre as próprias origens, ou seja, a biografia (descrição da vida) de uma sociedade que diz à mesma quem ela é.

─ A Bíblia judaica;
─ O duplo poema épico grego sobre o cerco de Troia ─ a Ilíada (Troia chamava-se em grego Ílion) ─ e a Odisseia, a atribulada e errante viagem de regresso do astuto Ulisses da cidade de Troia destruída para casa e para junto da sua mulher Penélope.

O autor do poema épico grego foi Homero. O autor da Bíblia foi Deus. Ambos têm características de autores mitológicos: Homero não via; Deus não podia ser olhado ─ era proibido fazer dele um retrato.
Dietrich Schwanitz, Cultura (1999 | 2004: 37)

3 comentários:

  1. Um texto interessante. Tenho para ler deste autor o Retrato do Artista quando Jovem e em abril vou trazer para a Madeira, a Ilíada de Homero, que a minha filha leu na sequência dos seus estudos superiores e não é que adorou? Também o quero ler!

    ResponderEliminar
  2. Uma reflexão actual...

    ResponderEliminar
  3. A primeira página duma longa reflexão de cerca de 500. Tudo o que é preciso saber sobre cultura está presente neste bestseller à escala mundial que pode ser lido como uma magnífica história do pensamento europeu e ocidental.

    ResponderEliminar